Domingo, 16 de Junho de 2024
Publicidade

Bahia: governo recorre a drones contra a dengue

Equipamentos ajudam a identificar potenciais criadouros do vetor da doença em áreas inacessíveis como o alto dos prédios

28/02/2024 às 18h56
Por: Da Redação Fonte: Secom/BA
Compartilhe:
Drone identifica criadouros em áreas inacessívius
Drone identifica criadouros em áreas inacessívius

O combate à dengue na Bahia ganhou mais uma aliada: a tecnologia. O Governo do Estado deu início ao uso de drones como nova estratégia para identificar, em áreas de difícil acesso, focos do mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão da dengue, zika e chikungunya.

Nesta primeira semana da operação promovida pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), do Corpo de Bombeiros e dos municípios, um drone sobrevoou bairros das cidades de Piripá e Jacaraci, no sudoeste baiano. As imagens capturadas pelos equipamentos são analisadas pelos agentes de endemias que conseguem identificar locais com acúmulo de água parada e possíveis criadouros do mosquito, facilitando a ação das equipes e tornando o combate mais eficaz.

Nos próximos dias, Ibiassucê, Mortugaba e Barra do Choça também receberão a operação com drone, reforçando as medidas de controle e prevenção da doença. Para a secretária da Saúde do Estado, Roberta Santana, o momento é de unir esforços para combater o aumento do número de casos nos municípios baianos.

“O Governo do Estado não tem poupado investimento para o combate à dengue. Agora, contamos com mais esse reforço dos drones, que são equipamentos que conseguem mostrar uma visão panorâmica e ajudam os agentes de endemias a mapearem possíveis focos em locais de difícil acesso. Estamos realizando uma verdadeira força-tarefa para proteger a saúde pública através da ação conjunta entre diferentes entes públicos e a comunidade para enfrentar situações de alerta”, afirmou.

Força-tarefa

O combate ao Aedes aegypti tem sido intensificado em diversas regiões do Estado, principalmente no sudoeste baiano. O Governo da Bahia montou uma operação de combate ao mosquito e assistência à saúde em diversas regiões, com a distribuição de larvicidas, equipamentos e carros fumacês para reforçar os trabalhos dos municípios.

Dentre as ações realizadas, estão a aquisição de novos carros fumacês, distribuição de aproximadamente 12 mil kits para os agentes de combate às endemias, intensificação dos mutirões de limpeza com o auxílio das forças de segurança e emergência, além da utilização de agentes com bombas costais em diversas cidades. “Mas reforçamos o chamado: a população precisa estar consciente do seu papel nessa luta. Mais de 80% dos focos do Aedes aegypti estão em residências. Então, é hora de unir forças para combater essa doença”, completa a secretária.

64 municípios em epidemia

O número de casos prováveis de dengue na Bahia atingiu 16.771 em 2024, até o dia 24 de fevereiro. Este dado representa um incremento de quase 100% em relação a 2023, quando, no mesmo período, foram notificados 8.408 casos prováveis. A elevação foi puxada principalmente por municípios como Vitória da Conquista e Feira de Santana, ambos em situação epidêmica. No total 64 municípios estão em situação de epidemia para dengue. Até o momento, há quatro óbitos confirmado pela Câmara Técnica Estadual de Análise de Óbito, sendo um em Ibiassucê, dois em Jacaraci e um em Piripá.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias